Língua e publicidade

A publicidade representa uma forma particular de comunicação. Ela pretende estabelecer contato entre os produtores e os consumidores. Como qualquer forma de comunicação ela também possui a sua longa história. Já na Antiguidade, os políticos ou as tabernas se faziam anunciar. A linguagem da publicidade recorre a elementos específicos da retórica. Pois o objetivo é, afinal, uma comunicação planejada. Temos que estar atentos para que o nosso interesse seja despertado. Acima de tudo, devemos despertar o nosso desejo pelo produto, comprando-o. Por isso, a linguagem da publicidade é, na maioria da vezes, muito simples. Utiliza-se apenas de algumas palavras e slogans simples. Assim, a nossa memória pode assimilar bem os novos conteúdos. É comum utilizar-se um determinado tipo de palavras como os adjetivos e os superlativos. Elas descrevem o produto como sendo particularmente benéfico.

Por isso a linguagem da publicidade é muito positiva. É interessante que a linguagem da publicidade seja sempre influenciada pela cultura. Isto significa que a linguagem da publicidade conta-nos sempre muitas coisas sobre as sociedades. Hoje em dia, conceitos como beleza e juventude prevalecem em muitos países. Até mesmo as palavras futuro e segurança aparecem reiteradamente. O inglês é preferido enquanto língua publicitária, particularmente, nas sociedades ocidentais. O inglês é considerado uma língua moderna e internacional. Por isto, julga-se apropriado para a publicidade dos produtos tecnológicos. Quando se pretende transmitir entusiasmo e paixão recorre-se também a palavras das línguas românicas. Elas são usadas, muitas vezes, para a publicidade de produtos alimentares e cosméticos. Quem recorre ao seu dialeto, pretende enfatizar valores como a pátria e a tradição. Muitas vezes, os nomes dos produtos são neologismos, ou seja, palavras recém-criadas. Normalmente não possuem nenhum significado, mas apenas um som agradável. Ainda que algumas marcas de produtos tenham feito e continuem a fazer carreira! O nome de um aspirador chegou até a tornar-se um verbo - to hoover!