português PT » dinamarquês   No restaurante 3


31 [trinta e um]

No restaurante 3

-

+ 31 [enogtredive]

+ På restaurant 3

31 [trinta e um]

No restaurante 3

-

31 [enogtredive]

På restaurant 3

Carrega para ver o texto:   
português PTdansk
Eu queria uma entrada. Je- v-- g---- h--- e- f-----. +
Eu queria uma salada. Je- v-- g---- h--- e- s----. +
Eu queria uma sopa. Je- v-- g---- h--- e- s----. +
   
Eu queria uma sobremesa. Je- v-- g---- h--- d------. +
Eu queria um gelado com chantili. Je- v-- g---- h--- i- m-- f--------. +
Eu queria fruta ou queijo. Je- v-- g---- h--- f---- e---- o--. +
   
Nós queríamos tomar o pequeno-almoço. Vi v-- g---- s---- m--------. +
Queríamos almoçar. Vi v-- g---- s---- f------. +
Queríamos jantar. Vi v-- g---- s---- a--------. +
   
O que é que deseja para o pequeno-almoço? Hv-- v-- d- / I h--- t-- m--------? +
Pão com doce e mel? Ru--------- m-- m-------- o- h------? +
Uma torrada / tosta com presunto e queijo? Ri---- b--- m-- p---- o- o--? +
   
Um ovo cozido? Et k--- æ-? +
Um ovo estrelado? Et s------? +
Uma omelete? En o-----? +
   
Mais um iogurte, por / se faz favor. Må j-- b--- o- e- y------ m---? +
Mais sal e pimenta, por / se faz favor. Må j-- b--- o- s--- o- p---- o---? +
Mais um copo com água, por / se faz favor. Må j-- b--- o- e- g--- v--- m---? +
   

Podemos aprender a comunicar com êxito

Falar pode ser uma ação relativamente fácil. Mas falar bem pode ser, em contrapartida, algo muito mais difícil. O modo como dizemos algo é muito mais importante do que aquilo que realmente dizemos. Foi o que ficou demonstrado em diversos estudos. Inconscientemente, os ouvintes tomam mais atenção a certas caraterísticas da língua de um falante. Assim, podemos fazer com que o nosso discurso cause um bom impacto. Temos que prestar sempre muita atenção ao modo como falamos. O mesmo se aplica à nossa linguagem corporal. Ela deve ser autêntica e corresponder à nossa personalidade. Até mesmo a voz desempenha o seu papel, uma vez que é sempre alvo de avaliação. No caso dos homens, valoriza-se uma voz grossa. Dá-lhes um ar de superioridade e de competência. Em contrapartida, uma variação na voz não produz nenhum efeito.

Já a velocidade na fala é particularmente importante. Foram feitas algumas experiências que investigavam o sucesso de uma conversa. Falar com sucesso significa que se é capaz de convencer os outros. Quem quiser convencer alguém não pode falar muito rápido. Porque pode dar a impressão de que não esteja a ser honesto. Por outro lado, uma fala muito lenta também é pouco conveniente. As pessoas que falam muito devagar parecem pouco inteligentes. O melhor será, pois, falar a uma velocidade média. O ideal são 3,5 palavras por segundo. Mesmo assim, as pausas são importantes durante a fala. Elas permitem que a nossa conversa se torne natural e autêntica. Isto faz com que os ouvintes possam confiar em nós. O mais aconselhável é fazer 4 ou 5 pausas por minuto. Procure controlar melhor o seu discurso! E, então, que venha a próxima entrevista...