português PT » inglês UK   Negação 1


64 [sessenta e quatro]

Negação 1

-

64 [sixty-four]

Negation 1

64 [sessenta e quatro]

Negação 1

-

64 [sixty-four]

Negation 1

Carrega para ver o texto:   
português PTEnglish UK
Eu não entendo a palavra. I d---- u--------- t-- w---.
Eu não entendo a frase. I d---- u--------- t-- s-------.
Eu não entendo o significado. I d---- u--------- t-- m------.
   
o professor th- t-----r
Você entende o professor? Do y-- u--------- t-- t------?
Sim, eu entendo-o bem. Ye-- I u--------- h-- w---.
   
a professora th- t-----r
Você entende a professora? Do y-- u--------- t-- t------?
Sim, eu entendo-a bem. Ye-- I u--------- h-- w---.
   
as pessoas th- p----e
Você entende as pessoas? Do y-- u--------- t-- p-----?
Não, eu não as entendo muito bem. No- I d---- u--------- t--- s- w---.
   
a amiga th- g--------d
Você tem namorada? Do y-- h--- a g---------?
Sim, tenho. Ye-- I d-.
   
a filha th- d------r
Você tem uma filha? Do y-- h--- a d-------?
Não, eu não tenho. No- I d----.
   
Warning: sizeof(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /customers/0/c/2/50languages.com/httpd.www/common/languages.php on line 32

Os cegos processam a língua mais eficazmente

As pessoas que não conseguem ver ouvem melhor. Deste modo, conseguem lidar mais facilmente com a sua rotina diária. Além disso, os cegos têm mais facilidade em processar a informação linguística! Assim foi constatado em numerosos estudos científicos. Numa experiência, foram dados a ouvir a vários indíviduos algumas gravações. A velocidade da fala das gravações foi aumentando de forma considerável. Apesar disso, os indivíduos com deficiência visual conseguiram compreender as gravações. Em contrapartida, aqueles que não eram invisuais tiveram muitas dificuldades em compreender as mesmas frases. Para estes últimos, a velocidade da fala tinha sido demasiado elevada. Foi feita outra experiência com resultados semelhantes. As pessoas cegas e aquelas que conseguiam ver ouviram frases diferentes. Uma parte das frases tinha sido manipulada. A palavra de cada frase foi substituída por uma palavra sem sentido.

Os indivíduos tiveram que avaliar a gramaticalidade das frases. Tinham que decidir se as frases eram gramaticais ou agramaticais. Enquanto os indivíduos estavam ocupados com esta tarefa, foram analisados os seus cérebros. Os investigadores mediram determinadas frequências cerebrais. Conseguiram identificar a rapidez com que o cérebro resolvia a tarefa em questão. No caso dos indivíduos invisuais, surgia um sinal específico com muita rapidez. Este sinal indicava que a frase estava a ser analisada. No caso daqueles que não eram invisuais, este sinal aparecia claramente mais tarde. Ainda se desconhece a razão pela qual as pessoas invisuais processam a língua de uma forma mais eficiente. Ainda que os cientistas tenham uma teoria. Segundo eles, o cérebro dos cegos utilizam intensamente uma determinada região cerebral. Esta região corresponde àquela que as pessoas que conseguem ver utilizam para processar os estímulos visuais. No caso das pessoas cegas, esta região não é utilizada para a visão. Está, pois, disponível para outras tarefas. Consequentemente, os invisuais têm mais capacidades para o processamento da linguagem...