português PT » italiano   justificar alguma coisa 2


76 [setenta e seis]

justificar alguma coisa 2

-

76 [settantasei]

giustificare qualcosa 2

76 [setenta e seis]

justificar alguma coisa 2

-

76 [settantasei]

giustificare qualcosa 2

Carrega para ver o texto:   
português PTitaliano
Porque é que não vieste? Pe---- n-- s-- v-----?
Eu estava doente. Er- m-----.
Eu não vim porque estava doente. No- s--- v----- p----- e-- m-----.
   
Porque é que ela não veio? Pe---- l-- n-- è v-----?
Ela estava cansada. Er- s-----.
Ela não veio porque estava cansada. Le- n-- è v----- p----- e-- s-----.
   
Porque é que ele não veio? Pe---- n-- è v-----?
Ele não estava com vontade. No- n- a---- v-----.
Ele não veio porque não estava com vontade. No- è v----- p----- n-- n- a---- v-----.
   
Porque é que vocês não vieram? Pe---- n-- s---- v-----?
O nosso carro está avariado. La n----- m------- è r----.
Nós não viemos porque o nosso carro está avariado. No- s---- v----- p----- l- n----- m------- è r----.
   
Porque é que as pessoas não vieram? Pe---- n-- s--- v-----?
Eles perderam o comboio. Ha--- p---- i- t----.
Eles não vieram porque perderam o comboio. No- s--- v----- p----- h---- p---- i- t----.
   
Porque é que não vieste? Pe---- n-- s-- v-----?
Não pude. No- p-----.
Eu não vim porque não pude. No- s--- v----- p----- n-- p-----.
   

As línguas indígenas da América

Na América falam-se muitas línguas diferentes. O inglês é a língua mais importante da América do Norte. Na América do Sul predominam o espanhol e o português. Todas estas línguas chegaram à América vindas da Europa. Antes da colonização, falavam-se lá outras línguas. São consideradas as línguas indígenas da América. Ainda não foram, até hoje, completamente investigadas. A diversidade linguística é enorme. Estima-se que na América do Norte existem cerca de 60 famílias linguísticas. Na América do Sul pode até ser o caso de quase 150. Para além disso, há outras línguas isoladas. Todas estas línguas são muito diferentes umas das outras. Têm muito poucas estruturas comuns.

Por isso, é difícil proceder à sua classificação. O facto de serem tão diferentes está relacionado com a história da América. A América foi sendo povoada em etapas sucessivas. Os primeiros ser humanos chegaram a este continente há mais de 10000 anos. Cada população trouxe consigo a sua própria língua. A maioria das línguas indígenas são semelhantes às língua da Ásia. A situação das línguas antigas da América não é a mesma em toda a parte. Na América do Sul há muitas línguas dos índios que se mantêm vivas. Línguas como o guarani ou o quechua têm milhões de falantes ativos. Na América do Norte, pelo contrário, muitas das línguas estão praticamente desaparecidas. A cultura dos índios da América do Norte foi, durante muito tempo, alvo de opressão. Por isso, as suas línguas também se perderam. Ainda assim, o interesse por estas línguas renasceu nos últimos tempos. Há muitos programas pensados para se preservar e proteger as línguas. Pode ser que elas ainda possam ter um futuro...