Guia de conversação

pt Determinantes possessivos 2   »   ro Pronume posesive 2

67 [sessenta e sete]

Determinantes possessivos 2

Determinantes possessivos 2

67 [şaizeci şi şapte]

Pronume posesive 2

Escolha como deseja ver a tradução:   
Português (PT) Romeno Tocar mais
os óculos o---l-rii ochelarii o-h-l-r-i --------- ochelarii 0
Ele esqueceu-se dos seus óculos dele. Ş--a--i-a- oc---a-i-. Şi-a uitat ochelarii. Ş--- u-t-t o-h-l-r-i- --------------------- Şi-a uitat ochelarii. 0
Onde é que ele deixou os seus óculos? Und---i-a --s -c----ri-? Unde şi-a pus ochelarii? U-d- ş--- p-s o-h-l-r-i- ------------------------ Unde şi-a pus ochelarii? 0
o relógio ceasul ceasul c-a-u- ------ ceasul 0
O seu relógio está avariado. Ceasu- -ui---te-s-r--a-. Ceasul lui este stricat. C-a-u- l-i e-t- s-r-c-t- ------------------------ Ceasul lui este stricat. 0
O relógio está pendurado na parede. Ce-s-l at--n- pe-p-r-t-. Ceasul atârnă pe perete. C-a-u- a-â-n- p- p-r-t-. ------------------------ Ceasul atârnă pe perete. 0
o passaporte pa-ap--t-l paşaportul p-ş-p-r-u- ---------- paşaportul 0
Ele perdeu o seu passaporte. Ş--a-p-erdut ----po-t--. Şi-a pierdut paşaportul. Ş--- p-e-d-t p-ş-p-r-u-. ------------------------ Şi-a pierdut paşaportul. 0
Onde é que ele deixou o seu passaporte? Un-e------pu----şapo---l? Unde şi-a pus paşaportul? U-d- ş--- p-s p-ş-p-r-u-? ------------------------- Unde şi-a pus paşaportul? 0
eles / elas – seus / suas ei – -- lor ei – al lor e- – a- l-r ----------- ei – al lor 0
As crianças não conseguem encontrar os seus pais. Copi-- -- îşi--o-----i p-------. Copiii nu îşi pot găsi părinţii. C-p-i- n- î-i p-t g-s- p-r-n-i-. -------------------------------- Copiii nu îşi pot găsi părinţii. 0
Mas ali vêm os seus pais! Dar ----- -i---ări-ţii l-r! Dar iată, vin părinţii lor! D-r i-t-, v-n p-r-n-i- l-r- --------------------------- Dar iată, vin părinţii lor! 0
você – seu / sua d-mneavo---ră----- d-mnea--a-t-ă dumneavoastră – al dumneavoastră d-m-e-v-a-t-ă – a- d-m-e-v-a-t-ă -------------------------------- dumneavoastră – al dumneavoastră 0
Como foi a sua viagem, Senhor Müller? Cu--a f--t-e--u-----dumnea----tră d--nule Mü--e-? Cum a fost excursia dumneavoastră domnule Müller? C-m a f-s- e-c-r-i- d-m-e-v-a-t-ă d-m-u-e M-l-e-? ------------------------------------------------- Cum a fost excursia dumneavoastră domnule Müller? 0
Onde está a sua mulher, Senhor Müller? U-de --te --ţia----neav-as-ră d-mn--e-M--ler? Unde este soţia dumneavoastră domnule Müller? U-d- e-t- s-ţ-a d-m-e-v-a-t-ă d-m-u-e M-l-e-? --------------------------------------------- Unde este soţia dumneavoastră domnule Müller? 0
você – seu / sua d--n-avo-s-r--–----umne--o-s--ă dumneavoastră – a dumneavoastră d-m-e-v-a-t-ă – a d-m-e-v-a-t-ă ------------------------------- dumneavoastră – a dumneavoastră 0
Como foi a sua viagem, Senhora Schmidt? C-m-a----t ex-u-s-- d--n---o-st-- -o--n- ---m-dt? Cum a fost excursia dumneavoastră doamnă Schmidt? C-m a f-s- e-c-r-i- d-m-e-v-a-t-ă d-a-n- S-h-i-t- ------------------------------------------------- Cum a fost excursia dumneavoastră doamnă Schmidt? 0
Onde está o seu marido, Senhora Schmidt? U-d--e-----oţ-l--um-eavoastră---amn- S------? Unde este soţul dumneavoastră doamnă Schmidt? U-d- e-t- s-ţ-l d-m-e-v-a-t-ă d-a-n- S-h-i-t- --------------------------------------------- Unde este soţul dumneavoastră doamnă Schmidt? 0

A mutação genética torna possível a fala

De todos os seres vivos do planeta apenas o ser humano consegue falar. É isso distingue-o dos animais e das plantas. É claro que até mesmo os animais e as plantas comunicam entre si. Todavia, não dominam nenhuma linguagem complexa. Mas porque é que o ser humano consegue falar? Para se poder falar é preciso ter algumas caraterísticas orgânicas. Estas propriedades físicas apenas se encontram no ser humano. Não é, porém, evidente que tenha sido o ser humano que as tenha desenvolvido. Na história da evolução nada acontece por acaso. Num determinado momento da sua história, o ser humano começou a falar. O momento exato em que tal aconteceu, ainda não se sabe. Mas teve que acontecer alguma coisa para que o ser humano desenvolvesse a capacidade da fala. Investigadores acreditam que uma mutação genética pode ter sido responsável por essa transformação. Os antropólogos estabeleceram uma comparação entre o ADN de diversos seres vivos. Sabe-se, de fonte segura, que um determinado gene pode influenciar a linguagem. As pessoas que têm este gene danificado revelam problemas com a fala. Têm dificuldades de expressão e de compreensão de palavras. Investigou-se, igualmente, este gene nos seres humanos, nos macacos e nos ratos. Nos seres humanos e nos chimpanzés é muito semelhante. Só se detetaram duas pequenas diferenças. No entanto, estas diferenças são percetíveis no cérebro. Juntamente com outros genes, influenciam determinadas atividades cerebrais. Por isso, o ser humano ao contrário do macaco consegue falar. Ainda assim este quebra-cabeças que envolve a linguagem humana ainda não foi resolvido. Até porque a mutação de um gene não é suficiente para explicar a capacidade de falar. Os investigadores têm implantado nos ratos variantes genéticas do ser humano. E, nem por isso, os ratos falam... Ainda que os guinchos dos ratos tivessem soado de uma maneira diferente!