Guia de conversação

px precisar – querer   »   hu szüksége van valamire, kell – akarni

69 [sessenta e nove]

precisar – querer

precisar – querer

69 [hatvankilenc]

szüksége van valamire, kell – akarni

Você pode clicar em cada espaço em branco para ver o texto ou:   
Português (BR) Húngaro Tocar mais
Eu preciso de uma cama. Sz------- v-- e-- á----. / N---- k--- e-- á--. Szükségem van egy ágyra. / Nekem kell egy ágy. 0
Eu quero dormir. Al---- a-----. Aludni akarok. 0
Tem uma cama aqui? Va- i-- e-- á--? Van itt egy ágy? 0
Eu preciso de uma luminária. Sz------- v-- e-- l------. / N---- k--- e-- l----. Szükségem van egy lámpára. / Nekem kell egy lámpa. 0
Eu quero ler. Ol----- a-----. Olvasni akarok. 0
Aqui tem uma luminária? Va- i-- e-- l----? Van itt egy lámpa? 0
Eu preciso de um telefone. Sz------- v-- e-- t--------. / N---- k--- e-- t------. Szükségem van egy telefonra. / Nekem kell egy telefon. 0
Eu quero telefonar. Te--------- a-----. Telefonálni akarok. 0
Aqui tem um telefone? Va- i-- e-- t------? Van itt egy telefon? 0
Eu preciso de uma câmera. Sz------- v-- e-- f--------------. / N---- k--- e-- f------------. Szükségem van egy fényképezőgépre. / Nekem kell egy fényképezőgép. 0
Eu quero tirar fotos. Fé--------- a-----. Fényképezni akarok. 0
Aqui tem uma câmera? Va- i-- e-- f------------? Van itt egy fényképezőgép? 0
Eu preciso de um computador. Sz------- v-- e-- s-----------. / N---- k--- e-- s---------. Szükségem van egy számítógépre. / Nekem kell egy számítógép. 0
Eu quero enviar um e-mail. Kü----- a----- e-- e------. Küldeni akarok egy e-mailt. 0
Aqui tem um computador? Va- i-- e-- s---------? Van itt egy számítógép? 0
Eu preciso de uma caneta. Sz------- v-- e-- g-----------. / N---- k--- e-- g---------. Szükségem van egy golyóstollra. / Nekem kell egy golyóstoll. 0
Eu quero escrever qualquer coisa. Ak---- v------ í---. Akarok valamit írni. 0
Aqui tem um papel e uma caneta? Va- i-- e-- d---- p---- é- e-- g---------? Van itt egy darab papír és egy golyóstoll? 0

Traduções automáticas

Quem quiser ver um texto traduzido, tem que gastar muito dinheiro. Intérpretes ou tradutores profissionais são dispendiosos. Mesmo assim, é cada vez mais importante compreendermos outras línguas. Os informáticos e os linguistas computacionais pretendem resolver este problema. Há muito tempo que trabalham no desenvolvimento de ferramentas de tradução. Atualmente há muitos programas deste gênero. No entanto, a maior parte das traduções automáticas tem pouca qualidade. Ainda assim, a culpa não é dos programadores! As línguas são construções muito complexas. Por outro lado, os computadores baseiam-se em simples princípios matemáticos. Portanto, nem sempre conseguem processar a informação linguística de forma correta. Um programa de tradução devia aprender completamente uma língua. Para tal, os especialistas deviam ensinar-lhe milhares de palavras e de regras. Isto é praticamente impossível. É mais fácil deixar que o computador faça contas. Isto, sim, ele consegue fazer muito bem! Um computador pode calcular quais são as combinações mais frequentes. Ele consegue, por exemplo, reconhecer que tipo de palavras coexistem frequentemente. Mas, para isso, é necessário dar-lhes textos escritos em línguas diferentes. Assim, poderá aprender o que é caraterístico em uma determinada língua. Este método estatístico poderá melhorar as traduções automáticas. Ainda assim, o computador não poderá substituir o ser humano. Não existe nenhuma máquina que consiga imitar o cérebro linguístico do ser humano. Sendo assim, os tradutores e os intérpretes ainda terão muito trabalho pela frente! No futuro, os computadores poderão traduzir textos simples de uma forma segura. Canções, poesia e literatura, por seu lado, continuarão precisando de um elemento vivo. Vivem do sentimento humano pela língua. E é muito bom que seja assim...