Guia de conversação

px Pronomes possessivos 1   »   hu Birtokos névmások 1

66 [sessenta e seis]

Pronomes possessivos 1

Pronomes possessivos 1

66 [hatvanhat]

Birtokos névmások 1

Escolha como deseja ver a tradução:   
Português (BR) Húngaro Tocar mais
eu – meu / minha é- - -n-ém én – enyém é- – e-y-m ---------- én – enyém 0
Eu não encontro a minha chave. Ne--t-----m a---l--o-at. Nem találom a kulcsomat. N-m t-l-l-m a k-l-s-m-t- ------------------------ Nem találom a kulcsomat. 0
Eu não encontro a minha passagem. Ne----lá-om - -e--eme-. Nem találom a jegyemet. N-m t-l-l-m a j-g-e-e-. ----------------------- Nem találom a jegyemet. 0
você – seu / sua t- –-tiéd te – tiéd t- – t-é- --------- te – tiéd 0
Você encontrou a sua chave? M----lá-t-- a---l---dat? Megtaláltad a kulcsodat? M-g-a-á-t-d a k-l-s-d-t- ------------------------ Megtaláltad a kulcsodat? 0
Você encontrou a sua passagem? M-gt-lá-----a-jegyede-? Megtaláltad a jegyedet? M-g-a-á-t-d a j-g-e-e-? ----------------------- Megtaláltad a jegyedet? 0
ele – dele ő-- ö-é ő – övé ő – ö-é ------- ő – övé 0
Você sabe onde está a chave dele? T--o-,--------- -an---ku----? Tudod, hogy hol van a kulcsa? T-d-d- h-g- h-l v-n a k-l-s-? ----------------------------- Tudod, hogy hol van a kulcsa? 0
Você sabe onde está o bilhete dele? Tudo-, -o- -an---je--e? Tudod, hol van a jegye? T-d-d- h-l v-n a j-g-e- ----------------------- Tudod, hol van a jegye? 0
ela – dela ő –-övé ő – övé ő – ö-é ------- ő – övé 0
O dinheiro dela desapareceu. A ----e-e-v------. A pénze elveszett. A p-n-e e-v-s-e-t- ------------------ A pénze elveszett. 0
E o cartão de crédito dela também desapareceu. És a ---el-á-tyá-- is e----z--t. És a hitelkártyája is elveszett. É- a h-t-l-á-t-á-a i- e-v-s-e-t- -------------------------------- És a hitelkártyája is elveszett. 0
nós – nosso / nossa mi-- mi--k mi – miénk m- – m-é-k ---------- mi – miénk 0
O nosso avô está doente. A-n---a--n- b-te-. A nagyapánk beteg. A n-g-a-á-k b-t-g- ------------------ A nagyapánk beteg. 0
A nossa avó está bem de saúde. A nag----ánk-e-é-zsé-es. A nagymamánk egészséges. A n-g-m-m-n- e-é-z-é-e-. ------------------------ A nagymamánk egészséges. 0
vós – vosso / vossa t----t--t-k ti – tiétek t- – t-é-e- ----------- ti – tiétek 0
Meninos, onde está o vosso pai? G---eke-, -o- va---p----o-? Gyerekek, hol van apukátok? G-e-e-e-, h-l v-n a-u-á-o-? --------------------------- Gyerekek, hol van apukátok? 0
Meninos, onde está a vossa mãe? G----ke-, h---va---n-u-á-o-? Gyerekek, hol van anyukátok? G-e-e-e-, h-l v-n a-y-k-t-k- ---------------------------- Gyerekek, hol van anyukátok? 0

Linguagem criativa

Atualmente a criatividade é um atributo importante. Todos desejam ser criativos. Porque as pessoas criativas são consideradas inteligentes. A nossa língua também devia ser criativa. Antigamente, tentava-se falar o mais corretamente possível. Atualmente, deseja-se que consigamos falar o mais criativamente possível. Um exemplo disso é a publicidade e os novos meios de comunicação. Eles exemplificam o modo como se pode brincar com a língua. Há cerca de 50 anos que a criatividade tem ganhado maior importância. Há até mesmo uma área da pesquisa que se ocupa deste fenômeno. Estes processos criativos são analisados por psicólogos, pedagogos e filósofos. A criatividade é, assim, definida como uma capacidade para se produzir algo novo. Deste modo, um falante criativo também produz novas formas linguísticas. Que podem ser palavras ou estruturas gramaticais. Os linguistas identificam na linguagem criativa o modo com as línguas se alteram. Mas nem todas as pessoas compreendem os novos elementos linguísticos. Para que se compreenda uma linguagem criativa, é preciso estar bem informado. É preciso saber como é o funcionamento de uma língua. E, além disso, é necessário conhecer a cultura a que pertencem os falantes dessa língua. Apenas deste modo conseguimos perceber o que estes falantes pretendem dizer. Um bom exemplo é o caso da linguagem dos jovens (jargão). Tanto as crianças como os jovens inventam sempre palavras novas. Muitas vezes, os adultos não as compreendem. Até já existem, entretanto, dicionários que explicam a linguagem dos jovens. Todavia, passada uma geração, grande parte destes dicionários mostram-se desatualizados. Contudo, é possível aprender uma linguagem mais criativa. Há vários cursos de formação nesta área. A regra mais importante é a seguinte: desperte a sua voz interior!